Custom Search

Cistos de Penas



Os cistos podem ser hereditários ou causados por traumatismos. Acreditam os especialistas que pode haver uma transmissão de um agente infeccioso viral, causando foliculite com formação cística secundária.

Se um orifício do folículo da pena for fechado por trauma ou processo infeccioso, debris de queratina se acumulam nele resultando em cisto folicular, que pode ocorrer isoladamente ou de forma múltipla.

Estes cistos geralmente cometem as asas, o dorso ou o peito da ave. A textura do material dentro do cisto irá variar de acordo com o estágio evolutivo. Cistos maduros contem material queratinoso seco, e o cisto será maior, mais duro e menos vascularizado. Cistos epidérmicos têm sido descritos na derme e subcutâneo de periquitos. Aves de vida livre também são acometidas.

Alguns criadores acreditam que certas diluições medicamentosas na água de bebida das aves podem promover o amadurecimento do cisto para posterior dissecação, mas nada foi comprovado cientificamente. Para removê-los algumas opções tem sido a incisão individual do cisto, remoção completa das penas acometidas ou lancetagem e curetagem dos cistos de forma individualizada. Esta ultima técnica não é indicada se uma quantidade grande de cistos estiver presente, sendo que a mesma não prevenirá a formação de novos cistos da mesma região operada.






Essas incisões geralmente são facilmente fechadas e em geral não resultam em aparências anormais. Deve-se preservar os folículos adjacentes e seu suprimento sanguíneo. Aves com cistos de penas não devem ser utilizadas como reprodutores, visto que o problema é transmitido hereditariamente.




Carlos Alexandre Pessoa

2 comentários:

  1. O meu canário tem algo parecido com isso, que medicamentos ou procedimentos aconselharia. tenho posto "betadin"(mercúrio), não sei se é correcto, mas faz-me muita impressão ver o canário assim.

    se me pudesse ajudar agradecia
    anacristina.costa2@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. sinto muito por responder tarde, mas a resposta serve para outros criadores tambem.
    vc deve remover a pena que originou o cisto. ao retirá-la veja se sai a secreção de dentro e coloque o mertilate (ou outro antiflamatorio/antiseptico).
    a ave que posui cistos não deve cruzar. ela não irá passar os cistos para outras aves adultas, mas para os filhotes sim, hereditariamente.

    em alguns casos, a unica coisa que se pode fazer é remover a pena sempre que o cisto aparecer. sempre colocando a medicação para evitar uma infecção secundária no local e suspendendo a farinhada, o ovo cozido e qualquer outro alimento muito gordo.

    o cisto pode ser um problema genetico e a ave sempre apresentará novos cistos, mas ele é acentuado pela gordura. cortando a farinhada você faz com que demore mais para aparecerem novos cistos.

    ResponderExcluir